sábado, 28 de abril de 2018

Cansa


Pintei esta acuarela inspirada nunha fotografía de José Manuel Paleo, no verano do 2010


Cansa representar un papel nunha obra confusa onde os protagonistas falan idiomas distintos e os xestos dos actores secundarios son indescifrables.



domingo, 15 de abril de 2018

S/T



Criança Desconhecida

Criança desconhecida e suja brincando à mihna porta,
Não te pergunto si me trazes un recado dos símbolos.
Acho-te graça por nunca te ter visto antes,
E naturalmente si pudesses estar límpa eras outra criança,
Nem aquí viñas.
Brinca na poeira, brinca!
Aprecio a tua presença só con os ollos.
Vale mais a pena ver uma cousa pela primeira vez que conheçê-la,
Porque conhecer  é como nunca ter visto pela primeira vez,
E nunca ter visto pela primeira vez é solo ter ouvido contar.

O modo como esta criança está suja é diferente do modo como as outras estão sujas.
Brinca! pegando numa pedra que te cabe na mão,
Sabes que te cabe na mão.
Cual é a filosofía que cabe numa certeza maior?
Nenhuma, e nenhuma pode vir brincar nunca â miña porta.

Alberto Caeiro